Saudades

Saudades de alguém.

Saudades de algo.

Saudades do tempo de minha infância.

De quando minha casa era enorme.

De quando eu era astronauta, super-herói.

Da imaginação.

 

Saudades da falta de seriedade,

do descompromisso,

das amizades,

das inimizades de alguns minutos.

 

Tenho saudades de alguém.

Quem será esse alguém?

Ninguém? Não.

É meu melhor tempo.

Minha melhor fase.

Onde todos eu amava.

Onde todos me amavam

e eu, simplesmente podia se eu.

Marquione Ban

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s